Meus Projetos

O Agile pode reduzir a complexidade?

O Agile pode reduzir a complexidade?
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


As metodologias ágeis promovem práticas leves para estabelecer uma estrutura flexível que opera dentro de funções amplamente definidas, a fim de alcançar o resultado desejado. Ciclos iterativos e incrementais, compreendendo interações dinâmicas, evoluem para se tornar uma equipe altamente colaborativa e produtiva.

O advento do Agile como uma alternativa à abordagem convencional em cascata sequencial encontra sua gênese em resposta aos desafios de gerenciar ‘mudanças’ e está associado à ‘complexidade’ resultante do aumento da escala de produção.

Definição da complexidade do projeto
Figura 1: Definição da complexidade do projeto

1. Qual é a complexidade subjacente em um projeto?

Em geral, ‘complexidade’ implica complexidade devido à disponibilidade de várias opções divergentes, levando a um cenário multidimensional. No entanto, a complexidade do negócio surge inerentemente devido a condições incertas, métodos variados e avanços tecnológicos. A complexidade no nível do projeto tem duas dimensões: (1) complexidade do projeto e (2) complexidade dos requisitos.

1.1 Complexidade do projeto

Exclusividade, fatores limitantes e grau de incerteza constroem o nível de complexidade de um determinado projeto. No entanto, diferentes organizações atribuem significados diferentes ao conceito de complexidade do projeto.

Singularidade: Todo projeto é incomparável à organização e possui atributos e requisitos exclusivos. A maturidade de execução do projeto da organização cresce organicamente à medida que aprende cada vez mais com a experiência. A exclusividade do projeto prevalece quando a organização não possui experiência anterior na execução de projetos semelhantes. Por exemplo, empreendimento de ‘campo verde’, novas tecnologias etc.

Fatores limitantes: A complexidade do projeto também se refere a restrições rigorosas conhecidas como ‘fatores limitantes’. Esses fatores podem ser parâmetros impostos ao projeto (ou seja, cronograma, orçamento etc.)

Incerteza: O nível geral de incerteza em relação à abordagem leva a entrega a atingir o escopo. A incerteza pode ser causada por fatores externos ou internos. Os fatores externos variam, mas os mais comuns são regulamentação governamental, mudança de mercado e clima econômico. Os fatores internos, embora às vezes não sejam reconhecidos como fatores, são reais e contribuem para aumentar os níveis de volatilidade nos processos. Alguns exemplos são mudanças na estratégia da empresa que afetam o projeto ou novos patrocinadores do projeto que buscam direções diferentes e têm filosofias diferentes.

É um fato que a complexidade do projeto determina a taxa de sucesso em qualquer organização em particular. A maneira pela qual uma organização antecipa, entende e navega na complexidade de um projeto determina sua taxa de sucesso. Nos casos em que um projeto organizacional possui um alto grau de incerteza e fatores limitantes, é provável que a taxa de sucesso desse projeto seja restrita nessa extensão.

READ  5 dicas para o sucesso no exame

Para eliminar o conceito de complexidade e permitir que a organização realize todo o seu potencial, seus membros precisam compreender que a complexidade existe e pode aumentar ao expandir as operações. No entanto, a equipe precisa saber que lidar efetivamente com a complexidade oferece uma vantagem competitiva. Essa barreira à entrada elimina aqueles que são incapazes de lidar com a complexidade inerente.

1.2 Complexidade dos requisitos

A análise de requisitos é a jornada para descobrir as ‘incógnitas’. É uma compreensão do problema de negócios, necessidades e o que é necessário para resolvê-los. A complexidade dos requisitos é definida por dois fatores principais:

O nível de “incógnitas”: No início do projeto, quanto é ‘conhecido’ sobre a declaração do problema? Quanto se sabe sobre os processos de negócios? O nível de ‘desconhecido’ deve ser avaliado em um nível muito granular, particularmente relacionado a regras de negócios, sistemas, funções etc.

Volatilidade: Qual é o nível esperado de volatilidade dos requisitos após o lançamento do projeto? A ‘volatilidade’ nos requisitos surge devido a mudanças frequentes, desde a fase de projeto até a implementação. As metodologias de gerenciamento de projetos geralmente assumem que, quando os requisitos passam para a fase de design, eles permanecem ‘completos’ e não estão sujeitos a alterações. No entanto, esse nem sempre é o caso, pois sempre há algum nível de incerteza e imprevisibilidade. A volatilidade dos requisitos leva a riscos significativos e a consequente incerteza.

Determinantes da complexidade do projeto
Figura 2: Determinantes da complexidade do projeto

2. O Agile pode reduzir a complexidade?

2.1 Complexidade dos requisitos

Nas práticas tradicionais de gerenciamento de projetos, a ‘complexidade de requisitos’ é gerenciada investindo uma quantidade significativa de tempo na fase de ‘análise de requisitos’. Isso se baseia no pressuposto de que o tempo investido na análise reduzirá a complexidade. Isso fornece mais tempo para desvendar as ‘incógnitas’, permitindo que as partes interessadas tomem uma decisão informada enquanto os requisitos estão sendo entendidos e definidos.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

O Guia Scrum afirma, Scrum é uma estrutura para o desenvolvimento e manutenção de produtos complexos. Para ser justo com o Guia Scrum, a complexidade é definida subjetivamente. Nesta declaração, não sabemos o que ‘complexidade’ significa para o autor.

READ  Principais dicas sobre como obter sucesso em recursos humanos

O Scrum Guide também declara, Nenhuma alteração é feita que colocaria em risco a meta da sprint. Esta declaração implica que ‘alterações’ são permitidas desde que não ‘ponham em risco’ o resultado pretendido. No entanto, deixa ‘ameaçar’ subjetivamente definido. O guia distingue ainda ‘mudança’ e ‘escopo’ como dois tipos distintos de mudança quando afirma: O escopo pode ser esclarecido e renegociado entre o Dono do Produto e a Equipe de Desenvolvimento à medida que se aprende mais. No entanto, são duas coisas diferentes:

  1. Volatilidade dos requisitos: A mudança tende a ser induzida pela volatilidade dos requisitos. Aqui o escopo permanece congelado, mas os requisitos mudam. Isso implica que a alteração no requisito tem pouco ou nenhum impacto no escopo definido.
  2. Alteração do escopo: Aqui o escopo muda: ‘Quero mais’. A empresa introduz entregas adicionais ou estende o resultado final do projeto para cobrir elementos não acordados inicialmente, quando o escopo foi definido.

No entanto, a mudança no escopo pode trazer volatilidade aos requisitos. O Scrum tem algum nível de controle sobre a ‘mudança’, enquanto um dos princípios do Manifesto é ‘responder à mudança ao seguir um plano’.

Nenhuma metodologia de execução de projeto propõe um método eficaz de gerenciamento de incerteza e complexidade de requisitos. Parece que o gerenciamento de mudanças e complexidade é deixado em aberto para a intuição da equipe do projeto.

2.2 Complexidade do projeto

O Agile enfatiza o planejamento adaptativo, o desenvolvimento evolutivo e a entrega em uma abordagem cíclica.

Todo projeto tende a vir com um conjunto único de circunstâncias. As circunstâncias do projeto envolvem a manipulação de um ambiente distribuído e requisitos complexos. O seguinte precisa ser cuidadosamente identificado e implementado para entender e gerenciar efetivamente as circunstâncias:

  1. É necessária uma realização, reconhecimento e compreensão das circunstâncias e restrições do projeto
  2. O Agile deve estar alinhado com essas circunstâncias e restrições (ou seja, ambiente distribuído)
  3. É necessário um ajuste adequado ao nível de agilidade para atender às restrições

“Colaboração diária e estreita” define a capacidade de identificar deltas e implementar respostas rápidas, o que se traduz em um tempo de resposta mais rápido. Os benefícios da colaboração são evidentes quando uma equipe acredita na comunicação instantânea, em vez de se apegar a uma observação, na validação e na verificação antes de compartilhá-la com outras pessoas.

Além disso, a capacidade de se adaptar às mudanças é mais fácil quando há uma ‘adaptação regular às novas circunstâncias’. Nenhuma mudança é grande demais para lidar, mas adventos menores são mais fáceis de lidar. Assim, se as mudanças nas circunstâncias forem identificadas precocemente e houver correção regular nos métodos, suposições e funcionalidades, fica mais fácil gerenciar as mudanças.

READ  Dicas para o processo de revisão e aprovação do projeto

Metodologias ágeis não são construídas em torno de um conjunto de regras que devem ser seguidas. Em vez disso, a equipe deve refletir frequentemente e melhorar suas práticas de acordo com circunstâncias específicas, ajustando-as a fatores externos e internos. No entanto, processos menos regulamentados precisam de uma equipe madura para usar a flexibilidade com cautela. Caso contrário, as coisas podem começar a ficar caóticas.

3. Conclusão

A complexidade do projeto é inevitável e deve ser reconhecida para aprimorar a capacidade da equipe de responder e se adaptar às mudanças, mantendo o foco no objetivo final. As práticas e metodologias ágeis promovem a capacidade de conduzir e gerenciar mudanças através do entendimento da complexidade inerente aos projetos. Embora o gerenciamento da complexidade de requisitos no Agile seja um pouco embaçado e deixado para interpretação, os princípios do Agile são guias valiosos para projetos que permitem lidar com a complexidade. Como uma atualização rápida, aqui estão os quatro princípios:

  1. Iterativo e incremental
  2. Colaboração e adaptabilidade
  3. Bem-vindo e responda às mudanças
  4. Melhoria continua

Fundamentalmente, o Agile recomenda lidar com a complexidade, segmentando os requisitos em escopo gerenciável que pode ser alcançado sem acionar restrições. Também promove a colaboração para criar espírito de equipe, compartilhamento de conhecimento e ‘adaptabilidade à mudança’ no ambiente do projeto, diluindo o impacto e facilitando o aprendizado para se ajustar à medida que o projeto avança. Então, o Agile reduz a complexidade? Embora o Agile seja fácil de entender, mas difícil de dominar, a resposta é ‘sim’ se for dominado e se houver a maturidade necessária para implementar e executar o processo.


Sobre o autor

Adam Alami é um consultor de TI experiente e versátil, com mais de 18 anos de experiência em torno dos principais projetos de transformação de negócios. Ele tem uma vasta experiência em vários setores com negócios de Nível 1 em grandes projetos nas áreas de transformação corporativa, integração, migração e modernização de sistemas.

Adam é apaixonado por pesquisa. Seus interesses de pesquisa são offshoring de TI, gerenciamento global de projetos, tecnologia bancária, análise de negócios, tecnologia e cultura da informação, inovação empresarial e soluções de negócios. Para saber mais, entre em contato com Adam por e-mail ou visite seu site Adam Alami

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *